Uma coisa de cada vez

A experiência com o Universo Transviado está completa.

Eu tentei começar esse primeiro e último texto de várias formas. Pensei em vários títulos para ele e, antes disso tudo, pensei em vários jeitos de continuar postando no blog. Mas um amigo muito querido me fez perceber que eu preciso dar um tempo para saber aonde quero chegar. E é isso o que venho pregando aqui no blog nos últimos meses: não adianta continuar apenas existindo e achar que vida vai melhorar dessa forma.

Escrever para o Universo Transviado foi uma experiência muito proveitosa e permitiu que eu fizesse uma incursão por autoconhecimento e reflexão sobre minhas limitações e como supera-las. Mas percebi que isto é uma espiral que preciso ampliá-la cada vez mais em busca de compreensões e atitudes que demandam urgência e, ao mesmo tempo, plenitude. Enquanto isso, também pretendo focar na minha saúde física e mental e em meu bem-estar. Enfim, é tentar mudar tudo aquilo que eu reclamei aqui.

Além do Universo Transviado, as páginas do Facebook também foram desativadas. Prevalecerão, apenas, as contas do Twitter. Aos poucos eu vou revitalizando tudo e desenvolvendo novos projetos. Se for necessário, atraso mais um pouco. Enquanto isso, você pode conferir algumas coisas que virão lá no meu perfil pessoal do Twitter e, se bater a saudade, pode reler meus textos sempre que quiser, aqui no blog e no arquivo do A&A.

Ainda, se quiser conhecer meu novo canal de textos no Medium, é só clicar aqui.

Obrigado por ler até aqui.

IR PARA POSTAGENS!

oin0k00

Fonte: Freepik

Imagem destaque adaptada de Pexels.