Antônio

Eu me chamo Antônio. Não, não é como você deve estar pensando, aquele Antônio das frases em guardanapos de papel, embora minhas emoções estejam tão parecidas quanto aquilo. Antônio é uma homenagem ao meu avô, que sempre quis dar esse nome para um dos filhos, mas que, para sua tristeza, teve apenas filhas. Talvez também seja do meu avô que eu tenha herdado essa tristeza, sabe? Continuar lendo

Histórias fortuitas: Teresa e Helena

Teresa acordou naquela manhã de terça-feira com um bom-humor inexplicável. Intuitivamente, sabia que algo bom aconteceria naquele dia. Levantou cantarolando Caetano – seu ídolo de longa data – e dirigiu-se ao banheiro, ainda sonolenta. Seu primeiro paciente estava agendado apenas para às oito e meia, mas hoje era o seu dia de dar carona. Continuar lendo